Os melhores filmes (filmes?) da década – 2010-2019

A discussão sobre em qual ano a década termina já foi explicada pelo Buzfeed (https://www.buzzfeed.com/br/luizougui/quando-acaba-a-decada-2019-2020) mas sua conclusão mais aberta que o final de Sopranos me motivou a escrever numa data entre dezembro de 2019 e dezembro de 2020 a minha lista de melhores filmes da década, ou seja, desde 2010.

A lista, de 25 produções, traz mais duas considerações ou….polêmicas:

a) Uma lista dessas sempre gera o risco de o distanciamento histórico favorecer alguns e prejudicar outros, pois é mais difícil quantificar o quão bem vai “envelhecer” um filme do último ano, especialmente ao compararmos com outro de 2010 ou 2011.

b) Twin Peaks: O retorno foi vendido e classificado pelo estúdio que o produziu como um filme (sendo até indicada a prêmios nessa classificação), mas o bom senso fala mais alto na hora de imaginar que ninguém assistiria os 18 episódios (50 minutos de duração cada um) como um filme. Por isso, uma série (ou filme?) com a qualidade que apresentou entra na lista, mas a parte.

 

A lista (2010 – 2019):

*Twin Peaks: O Retorno  (Twin Peaks The Return)

 

1 – Cópia Fiel (Certified Copy)

2 – A rede social (Social Network)

3 – A Separação (A Separation)

4 – Holy Motors (Holy Motors)

5 – Divertidamente (Inside Out)

6 – Parasita (Parasite)

7 – O Mestre (The Master)

8 – Grande Hotel Budapeste (Grand Budapest Hotel)

9 – O Som ao Redor (O Som ao Redor)

10 – World of Tomorrow (World of Tomorrow)

11 – Corra! (Get Out)

12 – Guerra Fria (Cold War)

13 – Melancolia (Melancholia)

14 – A Criada (The Handmaiden)

15 – Antes da meia noite (Before Midnight)

16 – Pequeno Quinquin (Lil’ Quinquin)

17 – Você nunca esteve realmente aqui (You Were Never Really Here)

18 – Capitão Fantástico (Captain Fantastic)

19 – Trama Fantasma (Phantom Thread)

20 – Projeto Flórida (Florida Project)

21 – Mad Max: Estrada da Fúria (Fury Road)

22 – Ela (Her)

23 – The Fits (The Fits)

24 – Boyhood (Boyhood)

Os melhores filmes de 2019 – A lista

O último ano da década trouxe nas produções do cinema uma dose maior que a costumeira de fórmulas e enredos bem conhecidos. Analisar 2019, sob essa visão, é se frustrar com falta de originalidade nas grandes produções. Numa década em que os blockbusters, em especial da Disney/Marvel, dominaram bilheterias, pareceu mais lógico e seguro aos realizadores manter fórmulas que já funcionaram. Adicionando um ou outro elemento novo e significativo vemos mais uma vez filmes sobre as Guerras Mundiais do século passado (1917, Uma Vida Oculta, Jojo Rabbit), máfia (O Irlandês), nostalgia dos anos 60 (Era uma vez em Hollywood), romances do século XIX (Adoráveis Mulheres). Por isso, que obras como a ficção sul coreana Parasita, altamente crítica e analítica à nossa sociedade atual ou um falso documentário sobre uma lenda musical se sobressaem e estão no topo da minha lista de preferidos. Além desses, peças de originalidade tais quais A Despedida (outro de origem asiática), História de Um Casamento, Joias Brutas, Um Lindo Dia Na Vizinhança ou Nós merecem igualmente destaque. Os meus favoritos de 2019 são:

  • Melhor Filme: Parasita 
  • Melhor Diretor: Bong Joon-Hoem Parasita
  • Melhor Ator: Joaquim Phoenix em Coringa
  • Melhor Atriz: Lupita Nyong’o em Nós 
  • Melhor Ator Coadjuvante: Al Pacino em O Irlandês
  • Melhor Atriz Coadjuvante: Shuzhen Zhao em A Despedida
  • Melhor roteiro: Parasita
  • Melhor montagem: 1917
  • Melhor trilha sonora: Coringa 
  • Melhor Fotografia: 1917
  • Filme mais superestimado: O Escândalo
  • Piores filmes do ano: Tolkien, X Men: Fênix Negra

 

E o top15 do ano:

15 – Uma Vida Oculta, de Terrence Malick

14 – Adoráveis Mulheres, de Greta Gerwig

13 – Em trânsito, de Christian Petzold

12 – História de um casamento, de Noah Baumbach

11 – Joias Brutas, de Josh e Ben Safdie

10 – Um lindo dia na Vizinhança, de Marielle Heller

9 – Midsommar: O mal não espera a noite, de Ari Aster

8 – Nós, de Jordan Peele

7 – Dois Papas, de Fernando Meirelles

6 –Fora de série (Booksmart), de Olivia Wilde

5 – O Irlandês, de Martin Scorsese

4 – A Despedida (The Farewell), de Lulu Wang

3 – Era uma Vez em Hollywood, de Quentin Tarantino

2 – Rolling Thunder Revue, de Martin Scorsese

1 – Parasita, de Bong Joon-Ho

Os meus (melhores) discos de 2019

 

Toda a lista já feita nesse mundo traz consigo – subjetivamente ou não – um dos aspectos mais importantes da nossa existência: a capacidade de olhar para trás, de reflexão e de aprendizado. Nesta, o intervalo é curto, um ano, mas suficiente para percorrer esse tempo e tudo que aconteceu nele através do que de melhor, na minha opinião, foi lançado comercialmente na música. Ainda que a lista esteja mais focada nos álbuns internacionais, existem tantos bons exemplos de produções brasileiras e uma delas era indispensável estar nesse post.

Os meus discos preferidos de 2019:

NACIONAL

Emicida – AmarElo

INTERNACIONAL

7 – Bon Iveri,i

 

6 – Billie EilishWhen we fall sleep, Where do we go?

 

5 – FoalsEverything Not Saved Will Be Lost pt 1/2

 

4 – Nick Cave & The Bad SeedsGhosteen

 

3 – Angel Olsen, All Mirrors

 

2– Jenny LewisOn the Line

 

1 – Tyler The CreatorIgor